Você também tem uma rotina corrida e sofre com uma pressão fora do comum para atingir metas, aumentar resultados e conquistar bens?

Em um mundo com uma sociedade cada vez mais pressionada para atingir objetivos, é necessário que os ambientes proporcionem maior bem-estar e alívio mental, facilitando a rotina de quem passa por eles.

Ao estar em um lugar em que você se sente bem, é comum que tenha mais confiança, segurança e tranquilidade.

Diferente do que acontece em um ambiente com desorganização, descuido com móveis, pinturas, cores, entre outros. Eles podem transmitir más vibrações e acabar com sua produtividade.

É nesse momento que uma boa arquitetura de interiores entra: organizando todas os elementos dentro de um local, para garantir boas sensações para visitantes em casa ou clientes na empresa.

Quer saber mais sobre a arquitetura de interiores e importância da ambientação e conforto? Continue com a gente até o final!

 

O que é um projeto de interiores?

É um planejamento de tudo o que você deseja fazer com a parte interna do espaço físico que tem disponível, seja comercial ou residencial.

É importante que o seu projeto de interiores alie praticidade, funcionalidade e estética. E, claro, você como cliente participa diretamente dessa concepção por meio de uma entrevista.

Essa entrevista visa mapear seus desejos e necessidades, levando em conta o seu perfil, capital disponível para investir, e outros aspectos importantes para uma arquitetura de interiores de sucesso.

 

O que é um arquiteto de interiores?

Um arquiteto tem como função estudar e planejar projetos, executar desenhos técnicos, elaborar orçamentos, padronizar, mensurar e controlar a qualidade, executar obras ou serviços técnicos.

A formação de um arquiteto abre possibilidades para bons embasamentos artísticos e uma visão mais ampla dos espaços, inclusive os interiores.

Dessa maneira, um arquiteto de interiores não trabalha apenas na decoração, mas na composição inteira do espaço físico, chegando aos detalhes dos elementos que vão compor um ambiente.

 

Diferença entre arquiteto e decorador

Um arquiteto de interiores tem uma visão mais ampla e é responsável por todo o conhecimento técnico que envolve a obra (alterando paredes, colunas, restaurando e construindo).

Já um decorador pode ser formado ou não em cursos com baixa duração (alguns não possuem formação e são autodidatas, já que não há uma graduação específica para essa parte ou regulamentação dessa profissão).

As atribuições de um decorador são restritas, porque ele não possui conhecimento necessário sobre variados componentes de uma obra.

Por isso, enquanto o decorador atua apenas em escolher acessórios, cores e móveis sem alterar fisicamente a obra (mesmo se essa alteração for em mobiliários), o arquiteto tem competência para fazer ambientação de forma correta.

Ou seja: apostar num arquiteto funciona mais quando a sua preocupação não é só ter um local bonito, como também ergonômico e acessível.

 

Importância da decoração de interiores

Como diz no título, você já deve saber que a arquitetura de interiores traz uma boa ambientação e conforto, mas será que é só isso mesmo?

Confira a seguir algumas características que só um ambiente decorado pode proporcionar e entenda de vez a importância da arquitetura de interiores!

 

Organização

Ter um local bem pensado e projetado permite uma organização maior – não só fisicamente, como também mentalmente.

E isso é muito importante, principalmente quando estamos falando de disposição de armários, estantes e outros mobiliários, que precisam estar nos seus devidos lugares para não “estragar” com o clima da casa / escritório.

 

Prazer em ficar

Nesta rotina corrida que a maioria das pessoas está vivendo, é importante se relacionar bem com o ambiente em que passa o tempo – o trabalho ou a casa.

Ter um escritório ou ambiente residencial projetado pela arquitetura de interiores pode fazer até com que você aproveite os espaços pequenos.

E isso reflete no modo com que você se relaciona com colegas de trabalho e familiares, trazendo personalidade e te lembrando do que você faz ali, o que dá uma sensação maior de prazer em ficar naquele lugar.

 

Influência das cores

Você pode não ter percebido ainda, mas a cor do ambiente influencia diretamente nas respostas que o seu sistema nervoso emite, e usá-las de forma equivocada pode ser um grande erro.

As cores têm o poder de alterar suas emoções e afetar, positiva ou negativamente, o seu humor.

A dica que damos é que você escolha bem a função de cada ambiente e então decida quais cores usar para que elas te ajudem a cumprir o propósito do local.

 

E então, já decidiu investir na arquitetura de interiores?

Sabemos que esse assunto é amplo e não dá para falar sobre isso apenas neste artigo. Por este motivo, se você ainda estiver com dúvidas sobre arquitetura de interiores, deixe um comentário.

E caso precise de uma opinião especializada sobre o seu ambiente, fale com a gente clicando aqui.

 

Escrito por:


Josias Pulquério
CEO | Fundador
ArqDrive – Arquitetura Virtual